sexta-feira, 30 de março de 2007

A Terra da Poesia

Nos meus sonhos mais loucos
lá, profundo
a poesia tem seu mundo
do herói venerável
ao imundo
onde o duvidoso é tão
certo
que confundo
os lados da moeda
luz e sombra
desejo e desatino

Patino na navalha
um fio fino
mas viajo, errante
com livres asas
de menino

Um comentário:

Milene Maciel disse...

Linda Poesia...
O contexto... a musicalidade...
Gostosa de ler!
=)

Não conheço o conto de Fernando, sobre a lagartixa...
Mas deve ser interessante!

Beijoss!
Bom sábado pra você!