quinta-feira, 7 de junho de 2007

Rock, poesia e zumbis.

Música boa tem poesia, não há como se apoiar apenas nos sons, mesmo que eles sejam do bom e velho rock'n roll.
- O rock é música boa e poesia ruim! - Sentencia há muito meu pai, roqueiro sábio.
E ele tem razão. Por isso reverencio quando conheço uma banda com boa poesia. também a divulgo, principalmente para agraciar os amigos e admiradores.
Se o rock pulsa na veia no mesmo ritmo que a bateria vibra no coração, há o caudaloso turbilhão sonoro que delicia aqueles de espírito jovem. É o puro êxtase ouvir um bom rock. Conheçam Exxótica.
Vida é a minha preferida. Uma espécie de tente outra vez mais hard. Eu mesmo também é ótima, trata de auto-conhecimento. Uau, rock com conteúdo.
Os caras tem cancha, fazem cover do Kiss há tempos, sabem unir o peso da guitarra com duas vozes e boas frases. Simplesmente empolgante!

A poesia é anti-econômica. E por isso a mais autêntica arte. Poesia não se vende, portanto não se rende ao mercado. tudo livre ao inspirado, que poeta sem vender para vencer. Hehehe.
Poesia tá em tudo.
Conheci o Anderson H pela interNerd, ou melhor, não conheci, só o li. Ele é um poeta diferenciado. Dos bons. Chamei-o de lado e perguntei:
- Cara, não quer que eu edite um ebook para você?
Está
aqui o resutado. Divirta-se.

Em Breve: Estrada para o Infinito - entre mortos-vivos e amazonas.

O que você sonha antes de dormir? Já sonhou com mortos-vivos?

Num mundo dominado por zumbis, em que a moto é a sua única companhia, um problema numa noite quente. O dia seguinte revelará o perigo sedutor da Vila das Amazonas.


Enquanto isso: conheça o Zombie Walk Brasília 2007 , o dia em que os mortos andarão na capital da res pública. Participe.







A terceira rodada do Ezine de Literatura Bar do Escritor está no ar. Em 12/06 a quarta rodada e em 20/06 a edição especial HISTÓRIAS DO BAR!

2 comentários:

Léo Tessitore disse...

Fala mão branca, sou do blog dos barnasianos, coloquei um link pro blog do bar do escritor lá no nosso blog, se vc puder retribuir hehee e vamos ver um texto pra divulgar nosso blogue, abração cara

Me Morte disse...

Eu amei esse conto, hilário. Não me canso de dizer, o Mão é refencia para mim, se leio um conto dele fico coçando de vontade de criar algo. Parabéns.